sábado, 17 de novembro de 2012

FALA COMIGO SENHOR!!!

Deus me deu essa música e falou muito ao meu coração...que ela possa falar ao seu também...

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

O tempo pertence a Deus. Sabe o que mais nos atrapalha quando esperamos? O tempo da espera. O que fazer enquanto estamos esperando?Lembro quando fiquei grávida e tive que esperar os meses passarem para meu primeiro filho nascer. Não adiantava tentar adiantá-lo. Outro dia ele, que já está bem crescido, estava muito choroso porque tinha feito uma acordo com sua avó que comprara um brinquedo mas que ele só teria acesso quando saíssem suas notas e elas fossem boas. Só que ele, na pressa de aceitar o acordo, não prestou atenção nas letrinhas pequenininhas de todo contrato. E entendeu do jeito que queria entender, que receberia o brinquedo e se tirasse nota boa poderia continuar com ele. Todos os dias ele chorava por ter aceitado o acordo sem prestar atenção. E eu falava: meu filho serão somente alguns dias de espera, no máximo um mês...eu quando estava grávida de você tive que esperar nove meses pra ver como você era!!! E ele, no alto da sua sabedoria de 11 anos, disse: mas mãe, é muito diferente....a senhora tinha que esperar porque se a senhora me tirasse antes pra ver como eu era eu teria morrido!!! E eu pensei...é verdade...existem situações em nossa vida em que a espera é tão necessária que se tentarmos adiantar o processo perderemos o que esperamos. Só que a espera é uma tortura quando não há nada a se fazer para adiantar o processo. Ninguém gosta de espera por algo que sabe que vai ganhar, imagina por algo que você não sabe se vai acontecer. E quase todas as nossas esperas em Deus são assim. No fundo a gente tem esperança que aconteça mais não sabe se realmente vai acontecer e como vai acontecer. A vida é assim. Esperar sem desesperar é o que chamamos de paciência. Os pacientes nada mais são do que aqueles que aprenderam o que fazer enquanto esperam. Eles não se desesperam. Podem ter nascido assim, calmos e tranquilos ou podem simplesmente ter desenvolvido a capacidade de continuar tocando suas vidas enquanto esperam. Eu sou desse segundo grupo. Não sou paciente por natureza. Eu driblo a espera. Volto minha atenção para outra coisa. Sem perder os olhos na minha espera, faço com que ela me espere. Não dou a espera o "status quo" de dominar minha atenção. Quase sempre consigo. Mas não é fácil. É muito choro de madrugada, muitos questionamentos a Deus, muitos por quês. E parece uma coisa: sempre preciso esperar. As coisas na minha vida demoram (ou talvez pela minha percepção do tempo que espero eu ache que demoram). É impressionante como Deus exercita o músculo da minha paciência. Ele me estica até eu não suportar mais. Algumas esperas ainda estão doendo dentro de mim. Outras eu nem tive muito que esperar, mas aquelas que mais quero, demoram e por vezes penso, como todos os mortais, que talvez tenha que esperar mais. Mas o que sei é que Deus trabalha na minha vida durante toda a jornada. Avaliando quem eu sou quando comecei a esperar por algumas coisas em minha vida e como estou hoje, ainda esperando, vi que se Deus tivesse me dado aquilo no momento que comecei a espera não teria sido bom. Deus sempre acerta. E eu...Ah...eu ainda estou aprendendo a esperar...enquanto isso vou aprendendo a descobrir outras coisas para preencherem minha espera de forma que elas não me destruam mas que eu possa fazer delas momentos de construção em minha vida.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011



Profissionais da área da saúde desenvolvem características interessantes quanto a percepção de sinais que possam fornecer informações importantes sobre a saúde do paciente. Eu, como dentista e radiologista, acabei me aperfeiçoando na capacidade de enxergar o que está oculto, de "olhar além das aparências". Olhando bem, bem mesmo, a gente descobre muita coisa... Aquilo que para um "ser humano normal" não passa de um borrão em uma película, me fornece quase tudo sobre a saúde do sorriso. Com bastante treino eu já procuro direto pelas informações que me interessam, vou direto nas imagens que eu suspeitava que existissem e...pimba!!! Lá está minha suspeita "fotografada", ou melhor, "radiografada, revelando o escondido.

Depois de anos de profissão é inegável que meu instinto, melhor, minha experiência, vem se aperfeiçoando com o tempo. Pelos sintomas, pelos sinais é possível dizer com quase certeza absoluta o que pode ser encontrado por trás daquele sorriso...mas ás vezes a gente se engana...algumas vezes, por trás de um belo par de incisivos extremamente bem alinhados, radiograficamente, existe uma lesão silenciosa lá na pontinha da raiz...tão quietinha que nem dói...ainda. Isso nos faz ter uma atitude investigativa com todo sorriso. Do mais feio ao mais lindo, todos precisam ser criteriosamente observados...

É óbvio que essa característica de querer ver o que existe lá no fundo me acompanha fora do consultório. Desculpe confessar mas é impossível eu ser apresentada a uma pessoa sem examinar primeiramente seu sorriso. A primeira coisa que eu olho são seus dentes! Sem que eu perceba, já vou tentando detectar sinais visíveis de má oclusão, lado predominante da mordida, cor dos dentes, formato, mancha, necessidade de aparelho...e por aí vai.
Quantas vezes já me peguei conversando com pessoas e não resisti e acabei falando sobre aquela pontinha quebrada do dente da frente que, provavelmente, só três pessoas conhecem:a própria pessoa, seu dentista e eu que tive a coragem (leia-se cara de pau!)de falar porque, (provavelmente), foi a primeira coisa que notei nela!

Pois é...se eu observar bem consigo descobrir muita coisa através de um sorriso...sorrisos revelam bem mais do que aparentam. Pra quem está treinado em buscar sinais de anormalidade, em ver além, em mergulhar mais profundamente para ver além da superfície...o sorriso revela muita coisa. Muita alegria, entusiasmo, fé... Muita dor, muito medo, muita decepção...muita falsidade, muito engano,muito orgulho, muita hipocrisia...esses então geralmente são os mais disfarçados, mais camuflados, porque são inebriantes, seduzem, envolvem...por incrível que pareça geralmente acompanham rostos assustadoramente lindos...

Sorrisos escondem...sorrisos camuflam...infelizmente careceremos de sorrisos sinceros... de sorrisos simples...de sorrisos verdadeiramente amigos...aliás... as crianças possuem sorrisos sinceros. Quando sorriem o fazem porque querem e seus pequenos dentinhos de leite não escondem seu verdadeiro eu. Penso no que Jesus disse sobre elas :" Deixai vir a mim as criancinhas pois delas é o Reino dos Céus". Ele também disse que deveríamos ser como as crianças...É verdade...O sorriso de uma criança é verdadeiro...

Gostaria de enxergar só coisas boas através de um sorriso...mas infelizmente pra mim isso não é tão possível...eu sempre procuro pelos sinais...ossos do ofício. Esse é o meu trabalho...eu sou especialista nisto: eu conheço o normal e meu trabalho é procurar sinais de anormalidade...esse é o "problema" do especialista: sempre procura pelos sinais...vai atrás da intuição, vasculha e em um raio x...pimba!!! Descobre aquilo que para muitos está completamente escondido por trás de um belo sorriso.
Cuidado ao sorrir pra mim...se o fizer, por via das dúvidas, seja sincero...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010


O tempo passa, o tempo voa...

Uma vez eu li que o legal da festa não era bem a festa mas sim o preparo...às vezes é verdade...

É interessante como são as coisas...nós nos preparamos tanto para um acontecimento, dias a fio planejando, sonhando, esperando, se emperequetando e, aí, chega o tão sonhado momento...que dura exatamente alguns minutos...

Lembro quando casei...passei dias programando, planejando, organizando para tudo sair perfeito. Sonhei como seria entrar na igreja, escolhi com todo amor e carinho as músicas, distribui os convites, me preocupei pensando no que podia dar errado, fiquei noites sem dormir imaginando que se dormisse podia ter pesadelos homéricos com o desaparecimento do fotógrafo ou com a igreja vazia...(aff...haja imaginação...). Até que depois de tanto preparo finalmente chegou o tão sonhado dia e aí...quando dei por mim, a cerimônia já tinha acabado e o pastor falou a célere frase: eu os declaro marido e mulher...pode beijar a noiva!
Ah...como assim...já acabou?! Gente, mas foi tudo tão rápido!!!Foi tão rápido que eu queria que "voltasse a fita" pra que pudesse entrar na igreja de novo e fazer tudo com mais calma pra aproveitar mais. O tempo voa...

Lembro quando engravidei do meu filho Lucas...foram exatos nove meses (se bem que ele nasceu um pouquinho antes...) onde eu planejei, planejei, planejei, reformei, reformei e reformei a casa para receber aquele principezinho lindo e esperei... esperei... esperei... noites intermináveis de insônia esperando o grande momento do nascimento. Fui pra maternidade cheia de expectativa, me preparei toda, fiz cabelo, unha, depilação e...o parto foi tão rápido, tão "parto", melhor, tão cesariana que não deu nem tempo de curtir! Quando eu vi a médica já tava cortando a minha barriga e puxando o bebê pra fora, assim, tipo vapt-vupt, e eu com o neném nos braços e todo mundo dando parabéns e eu pensando: __Gente, foi tudo tão rápido!!!Não da pra fazer tudo de novo só que mais devagar pra poder aproveitar mais?

Pois é...não deu...aí eu engravidei de novo e pensei:__Agora eu vou fazer tudo diferente, não vou ter pressa nenhuma pra poder aproveitar bem!
E fui levando tudo numa boa... não planejava nada, deixei pra comprar tudo em cima da hora pra não formar expectativa, agia como se fosse demorar um século pra criança nascer...eu só não contava que minha princezinha é que ia ser apressadinha...exatos um mês antes do previsto eis que Amandinha resolve nascer...__Ai!!! eu não acredito!!! Agora que eu falei que ia fazer tudo devagar, ia aproveitar, não ia ter pressa...Corre para o hospital, sem arrumar cabelo, sem fazer unha, sem depilação!!! Sala de parto, correria, cesariana às pressas e quando eu estava me preparando eis que a médica ( por sinal a mesma...) coloca aquele embrulhinho nos meus braços e diz:___Pronto, já acabou, olha que gracinha!
Mas já?! Como assim já acabou, não espera mais um pouquinho, volta a fita, volta o tempo, eu nem aproveitei o parto...

Pois é...o tempo passa e passa sem dó nem piedade...agora mesmo eu escrevendo isso aqui me lembro que já se passaram 40 anos da minha existência...como 40 anos? Não peraí...já?!Não mais...como assim, nem deu tempo de aproveitar os primeiros 20 e agora já são 40?

Pois é...o tempo passa, o tempo voa...é melhor aproveitar mais a festa...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010


Tudo na vida tem um preço...inclusive o silêncio.

A Bíblia diz que existe um tempo para tudo debaixo do céu... tempo de estar calado e tempo de falar... o problema é que a gente inverte isso...nós gostamos de dizer: tempo de falar e tempo de estar calado. Se analisarmos bem, veremos que a ordem dos fatores, nesta questão, altera o produto.

Meus pais sempre falaram: "boca calada não entra mosca". Ah...também sempre disseram: "quem fala demais dá bom dia ao cavalo". Hum...pais...pais...pais...sempre certos...
Se ditados populares não são dignos de confiança, ei-lo: vamos a mais um versículo biblico..." no muito falar não falta transgressão."

Falar demais é um problema...quem fala muito "joga pérola aos porcos". Quem fala muito geralmente confia demais em quem está ouvindo. Quem fala muito se expõe demais. O perigo é falar demais com quem não deve...o problema é que só descobrimos que não deve depois de um longo tempo. Depois que "a porca já torceu o rabo" e que "o gato de noite mostrou que também era pardo." Aí "a vaca foi pro brejo" porque você já falou demais e não dá pra voltar atrás e não adianta "chorar em cima de leite derramado."

A boca fala do que está cheio o coração...e quem fala demais geralmente tem coração obeso. Muito, muito gordo de confiança, de julgamento errado, de se deixar levar...e por aí vai. E ainda existe outro problema....quem geralmente fala demais ouve de menos! Lá dentro, bem no fundinho sabe que tem que ficar quieto mais a língua não cabe dentro da boca! É capaz de ficar sufocado com o tamanho dela...aí...bummmm....tem que falar pra poder respirar. Tem macroglossia que é o nome científico de quem sofre desse mal. Macroglossia, vulgo, língua grande. Eu penso que o coração é obeso, já que a boca fala do que está cheio nele, aí ele empurra a língua pra fora e ela fica enorme. É por isso que a Bíblia fala pra guardar o coração. Só tem um jeito de fazer isso. Tem que fazer regime de língua pra emagrecer o coração e , com isso, colocar a língua no seu devido lugar.

É claro que tem um preço. Quem já fez ou faz regime sabe como é. É péssimo deixar de comer o que se gosta e comer o que precisa ...mas....se ganha em números a menos no manequim, no colesterol, na taxa de glicose... e por aí vai. Fazer regime de língua também é péssimo. O bom é falar pelos cotovelos. Aliás...eu fico pensando que quem fala muito, fala tanto , que gesticula tanto que os cotovelos também falam.

Fazer regime de língua é aprender a calar primeiro e depois falar....se precisar.
Fazer regime de língua é observar mais e falar somente quando se tem certeza e com quem ao ouvir não vai usar aquilo contra você.
Fazer regime de língua é aprender que, muitos gostam de rir com o que você fala mas jamais vão levar à sério o que você diz quando está falando sério.
Fazer regime de língua é aprender que falar aquilo que se quer implica em ouvir aquilo que não quer.
Fazer regime de língua é aprender a ouvir Deus. Ele só fala quando a gente se cala.
Fazer regime de língua é proteção. Falar muito é confusão.

Tudo na vida tem um preço. O preço de aprender a calar é altíssimo, é doloroso, é muito, muito doloroso e só quem precisa calar sabe o que é isso. Porém, ao calar, se ganha em sabedoria...quem aprende a ficar calado aprende a observar mais e a saber em quem confiar. Aprende que o silêncio muitas vezes fala mais alto que um grito.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


QUE CONFUSÃO!!!

Estamos vivendo um momento peculiar no Brasil: Finalmente temos dois candidatos à presidência preocupados com...Jesus!!!
Afinidados com Jesus desde criancinhas, criados no seio da santa igreja...reunem-se com pastores , padres...será que com os pais de santo também? E os médiuns...onde ficam nesta história os seguidores fiéis de chico xavier? Sim porque com certeza todos devem ser ouvidos...ah esqueci...estes ainda não comprometem a estatistica do resutado final...são minoria...dá pra ouvir depois...

Eu fico confusa com tantos argumentos dos líderes espirituais para votarem neste ou naquele candidato. Uns dizem que Deus falou que é pra votar em Fulano...outros que Deus disse que era pra votar em Ciclano... Vixi? Tá meio confuso né?

A Biblia Sagrada diz que onde o Senhor habita ali existe Paz...um só corpo, uma só voz, um só coração, um só espírito....hum...um só espírito...não deveria então existir , entre os que perguntam para Deus qual a melhor opção, um consenso para se votar em um só candidato?

Confuso né...

Pior ainda quando no início da campanha a orientação era que, fulano de tal era da vontade de Deus, aí...no meio da campanha já não era mais, era pra votar no outro, aí, no final, o outro também não era o que Deus queria ... o da vontade de Deus era um terceiro...complicado isso héin...
Bom...das duas uma: Ou tem muita gente precisando limpar o ouvido porque não está escutando Deus direito ( e aí é um problema de cera dura e não de coração duro...ou seria "cara dura"?) ou tem muita gente usando o nome de Deus para fazer valer a sua própria vontade!

Que confusão!